Como cuidar do Betta

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Como cuidar do Betta




Como cuidar do Betta de maneira prática e rápida!
Igor Cavalcanti

Ilustração dos folders da coleção

------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 Volume 1



       

Parabéns para você, que adquiriu um dos peixes mais populares do mundo, o Betta splendens, ou simplesmente Peixe Betta. Antes de começarmos a pôr o aquarismo em prática, vamos conhecer um pouco deste peixe aqui no volume 1...

Os machos desta variedade de peixes ornamentais são :

• peixes solitários, pois eles brigam com os outros indivíduos de sua espécie. Daí é que vem o seu apelido de Peixe de Briga.  

• normalmente maiores que as fêmeas, medindo aproximadamente 10 cm enquanto que elas, apenas 7 cm.

• mais valorizados pelos aquariofilistas do que as fêmeas, pois ao contrário delas, eles possuem barbatanas desenvolvidas e se abrem na presença de outro peixe, deixando todos que os vêem encantados com sua beleza.
  
Apenas deve-se colocar no aquário de seu Betta, peixes inferiores a sua beleza e o seu tamanho. Porém, é melhor evitar...
Betta macho.


As fêmeas (fig.1) são comunitárias, ou seja, elas podem viver juntas no mesmo aquário com os outros peixes. Esses magníficos peixesBetta femea.
ornamentais são muito resistentes.
 Eles vivem aproximadamente 4 anos.
 Em cativeiro,e seus aquários não 
necessitam de bombas de ar e nem
de muita água , pois o   Betta  tem um órgão que lhe dá a possibilidade de respirar o ar da atmosfera.

Figura 1 - Bettas fêmeas num mesmo aquário.
O Betta não só absorve o oxigênio da atmosfera, ele também possui brânquias iguais a todos os outros peixes.

Na alimentação de seu Betta, ofereça além da ração própria pra Betta, pequenas formigas, Artêmia Salina, Tenebra, etc.


Figura 2 – Ilustração de ração granulada para Bettas.



A ração de Betta normalmente é aquela que vem em formato de pequenas bolinhas (fig.2). Alimente o seu amigo com duas a quatro das mesmas duas vezes ao dia (manhã e noite, por exemplo).

Enquanto ao local ideal para seu Betta em sua casa, coloque-o aonde você julgar melhor para o peixe, fazendo com que ele tenha de 6 a 8 horas de iluminação diária. Atente apenas para não expor a betteira ao Sol, pois isto pode super aquecer a água, levando o peixe à morte.          


Não exponha o peixe ao Sol.


------------------------------------------------------------------------------------------------------------


                               Volume 2 




                                                               Manutenção da betteira

Agora no volume 2 da coleção “Como cuidar do Betta de uma maneira prática e rápida!”, você vai aprender como é fácil e rápido fazer a manutenção do espaço de seu Betta. O aquário dele é pequeno, e essa espécie de peixe não necessita de bombas de ar, nem de muito tratamento na água. Enfim, o Betta basicamente só precisa de água limpa e sem cloro. Veja!!!

         


         Primeiro retire um pouco da água do aquário e a coloque em um recipiente para ele receber o Betta.





 Em seguida, retire o peixe com uma peneira (própria) do aquário , e o coloque nesta vasilha .

 




  Deixe-o em um canto esperando que você troque a água .









Agora retire os enfeites da betteira , lave-os em água corrente, sem utilizar nenhum tipo de sabão, e faça o mesmo com o resto do aquário.

         













Para terminar, arrume os enfeites com o cascalho no aquário ,encha-o de água – se o aquário não tiver tampa, encha-o em uma altura que o peixe não possa pular fora- coloque 2 gotas de anti-cloro por litro na água , espere 1 hora com o copo boiando na betteira (acrescente água dentro da vasilha no período dessa 1 hora, e depois devolva o peixe para a betteira com aquela água antiga e tudo.
Troque a água de 3 em 3 semanas.
         



Obs: Se você sempre puder ter em casa numa garrafa com água pronta (com anti-cloro), além de ser mais saudável para o peixe, economizará tempo na hora de trocar a água.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------

                              Volume 3



Acasalamento


Agora que você já sabe como cuidar do seu peixe Betta, prepare-se! Neste terceiro volume da coleção “Como cuidar do Betta de maneira prática e rápida!” você irá aprender como fazer a reprodução desses belíssimos peixes ornamentais.





BOA SORTE!!!



Tudo começa quando a fêmea fica ovulada (você pode perceber isso quando ela ficar inchada).

Pegue seu macho e o coloque dentro de um aquário de aproximadamente 30x20 cm com o nível da água com mais ou menos 10 cm de altura. Coloque a fêmea dentro de uma garrafa PET (você pode utilizar qualquer recipiente transparente), e ponha essa garrafa dentro do aquário (você precisa deixar que o macho e a fêmea possam se ver para irem se acostumando um com o outro).

Nunca solte a fêmea com o macho sem eles terem um período de adaptação.

Você irá alimentar os peixes só enquanto eles estiverem separados pela garrafa PET.

Quando junta-los, eles não devem receber comida.

Após algum tempo (se necessário dias), o macho irá parar de se debater contra a garrafa PET e aceitará a fêmea construindo um ninho (são bolhas que ficarão na superfície da água). A fêmea indicará que aceita o macho ficando com listras claras verticais em seu corpo.

Solte a fêmea no aquário.

Figura 1 - Planta Rabo de Raposa
Se eles brigarem um pouco, não se assuste, pois além de isso ser normal, a fêmea irá se abrigar em plantas aquáticas ou tiras de plástico que você deve colocar no aquário! A planta que eu recomendo é a “Rabo de Raposa” (fig.1).

O macho e a fêmea logo vão querer ir para debaixo do ninho e fazer a Dança Nupcial (fig. 2).
Nessa dança o macho irá “abraçar” a fêmea e apertá-la, para tirar seus ovos os fecundando e logo em seguida os encaixando no ninho.


Quando a fêmea já estiver completamente desovada, o macho irá afastá-la do ninho. Retire a fêmea do aquário!

Figura 2 - Abraço Nupcial
Daqui em diante, o zeloso pai irá cuidar de seus filhotes até eles estarem nadando na horizontal. Depois disso você deve retirá-lo do aquário e deixar que os filhotes prossigam sozinhos com sua jornada a caminho da sobrevivência.


É muito fácil e simples reproduzir um peixe Betta, a parte mais difícil é conseguir que os alevinos sobrevivam... .

Reprodução:


--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Volume 4 


Alimentando os alevinos de Betta

Chegamos ao último volume da coleção! Agradeço a você leitor, a atenção dispensada, e espero tê-lo ajudado em: “Como cuidar do Betta de maneira prática e rápida!” E para finalizar, vejamos como cuidar dos alevinos do Betta!


Figura 1 - Alevinos de Betta
(alguns foram assinalados para facilitar a visualização)




 Filhotes eclodidos (fig. 1), irão começar a nadar na horizontal (o nado na horizontal pode te lembrar o movimento de larvas de mosquito).

Por serem minúsculos, os alevinos do Betta necessitam de micro alimentos. Você pode oferecê-los ovos de Artêmia Salina sem casca e Artêmias Salinas recém eclodidas (ver reprodução de Artêmias no blog Cultura Geral). Caso você não consiga ter acesso às Artêmias (fig. 2), há uma opção mais artificial que é colocar no recipiente dos peixes um pedaço de alface. Com o apodrecimento da folha, vão surgir pequenos vermes (alimento para os bettinhas). Não coloque muito alface de uma vez, que por conta de seu apodrecimento,  suja a água . Vá colocando aos poucos conforme eles forem se decompondo e conforme a quantidade de vermes que os peixes irão consumir.

                                                          Figura 2 - Artêmia Salina



Evite mexer na água nos primeiros dias!!!

Atente para a temperatura da água, que deve se manter em torno de 25°C. Caso ela abaixe muito, insira no recipiente um aquecedor próprio para aquários.

Quando os alevinos crescerem, separe os machos uns dos outros e não se esqueça que as fêmeas poderão ficar juntas...



Figura 3 - Meu primeiro filhote de Betta



Não se julgue culpado(a) caso esta sua experiência não tenha dado certo! Continue tentando com dedicação e paciência que um dia você terá um resultado satisfatório assim como eu tive (foram várias tentativas até eu conseguir...) (fig. 3)









________________________________________________________________
Igor Cavalcanti de Araújo Souto Santos
E-mail: igorcanti@yahoo.com.br
Blog: http://culturageral-igor.blogspot.com

Versão Original – Agosto de 2008 (vol.1) / Agosto de 2008 (vol.2) / Dezembro de 2008 (vol.3) / Fevereiro de 2010 (vol.4)

Versão Atualizada - Janeiro de 2012 (volumes 1,2,3 e 4)

Esta coleção está direcionada ao público iniciante em aquariofilia. Aprenda de forma simples e eficiente, a manter um Peixe de Briga em casa!

Nenhum comentário:

Postar um comentário